segunda-feira, 15 de março de 2010

A INTENSIFICAÇÃO DA AGENDA GAY. O QUE DIZER SOBRE ESTE ASSUNTO?

Está cada vez mais difícil ignorar o avanço das estratégias dos movimentos de defesa do homossexualismo e sua busca incessante por tornar esse pecado aceitável e normal. A sociedade caminha a passos largos para uma evidente degradação moral, produzida, em grande parte, pela normalização e, praticamente, normatização, do homossexualismo.

Alguns países já têm se rendido de maneira oficial às pressões dos movimentos gays. A Argentina tornou-se o primeiro país da América Latina a aceitar a união entre pessoas do mesmo sexo. Uma lei aprovada em 13 de dezembro de 2009, e válida somente em Buenos Ayres, capital do país, permitiu o “casamento” de dois ativistas homossexuais numa cerimônia realizada em cartório e celebrada como marco na ruptura de um legado machista e, nas palavras de César Cigliutti, um dos “noivos”, “representa uma mudança social e cultural”.

O México, outro país latino-americano, também tem uma lei específica que permite uniões homossexuais. Reformas feitas no Código Civil do país no final do ano passado criaram oportunidade para que pessoas do mesmo sexo se “casem” e adotem filhos nas mesmas condições que qualquer casal heterossexual.

Na última terça-feira, 09/03, foi a vez da capital dos Estados Unidos celebrar um “casamento” homossexual. A união foi permitida por uma lei que entrou em vigor em Washington no início deste mês, juntando a capital americana a outros estados onde o pecado do homossexualismo recebe a chancela oficial.

O Brasil ainda não cedeu à pressão oficialmente, embora o projeto de lei (PL) 122/2006, em tramitação no Congresso Nacional, se apresente como uma porta de entrada para futuras batalhas em favor da regulamentação das uniões homossexuais no país.

Enquanto as leis não sofrem alterações, vamos convivendo com a intensificação da agenda gay em nosso país. Seja na exposição cada vez maior de temas ligados ao homossexualismo nas novelas, reality shows, programas de auditório, passeatas, filmes e outras estratégias como, até mesmo, inauguração de igrejas voltadas para o público gay, a agenda do movimento gay ganha cada vez mais força e adeptos, exigindo do povo cristão uma defesa firme dos valores absolutos das Escrituras que condenam veementemente o homossexualismo, tratando-o como pecado, e seus adeptos e praticantes como pecadores carentes da misericórdia de Deus.

O que dizer sobre a intensificação da agenda gay? Digo que o homossexualismo não é considerado crime contra nenhuma lei do nosso país, mas é um crime contra a Lei de Deus. Sua prática não estará isenta às sanções da justiça divina, assim como outros pecados condenados nas páginas sagradas. Os homossexuais são pessoas dignas de amor e respeito, mas seu pecado não pode ser tolerado. A Palavra de Deus condena o homossexualismo e a justiça de Deus condenará os homossexuais que não se arrependerem do seu pecado às penas do inferno para sempre. Não simplesmente por serem homossexuais, mas por se recusarem a arrepender-se e sujeitar-se à graça e misericórdia de Deus, ofertadas na Pessoa e Obra do Salvador Cristo Jesus.

7 comentários:

Marriete disse...

Gostaria somente de contra-atacar seus argumentos. Primeiro, gays também são seres humanos, sentem dor e amam como todos os outros. Não vejo porque defender-se "da força e das conquistas" do movimento gay. Ser homossexual não é doença, portanto não pega e não é necessário manter-se afastado das pessoas. O homossexual como todo ser humano, também crê em Deus, por isso não vejo motivo para que se afastem da Igreja. Agora, se os ditos cristãos não os aceitam em seu meio, nada mais justo do que criar igrejas as quais possam freqüentar sem sofrerem com o preconceito de ninguém. Só para fazer um comparativo: a poligamia também é crime, tanto na lei dos homens quanto na lei de Deus, e no entanto ela existe e quase nunca é combatida. As pessoas têm medo do que foge ao convencional, por isso o preconceito. Antes que eu deixe passar, a Palavra de Deus, a Escritura, foram escritas por mão humana e portanto passivo de erros. Não conhecemos os planos de Deus, aquele que disser que sabe o que Deus pretende, com certeza blasfema. Ser gay não é afrontar ninguém. Ser gay não prejudica os outros, não é roubo, não é assassinato, não fere a honra de nenhuma pessoa. Deus e Jesus Cristo amam a todos sem distinção: gays, lésbicas, héteros, assassinos, ladrões... Portanto seria melhor olhar para o ser humano antes de julgá-lo.

AGNALDO SILVA MARIANO disse...

Marriete, obrigado pelo seu comentário. Você é bem-vinda aqui. Em nenhum momento eu disse que os homossexuais não sejam seres humanos que têm sentimentos como os outros. Não os considero inferiores nem superiores, ou que o homossexualismo seja uma doença. Não, homossexualismo não é doença. Homossexualismo é um pecado e os homossexuais precisam de salvação que vem de Jesus Cristo. Não é verdade que a igreja não aceita os homossexuais; o que ela não aceita á o pecado, seja ele de qualquer natureza for. Ela prega contra o pecado e como livrar-se dele. Não é verdade, minha querida, que a Bíblia seja passível de erros. Você mesmo a chamou de "Palavra de Deus". Por ser Palavra de Deus ela é isenta de erros e enganos humanos. Os homens que a escreveram foram sobrenaturalmente usados pelo Espírito Santo para que a revelação de Deus fosse ali registrada de acordo com o que o próprio Deus determinou. Mas você não entenderá isto se o próprio Deus não tiver misericórdia de você e te iluminar para que você possa compreender a maravilhosa mensagem do Evangelho. As coisas de Deus só podem ser discernidas espiritualmente. Ao contrário do que você disse, ser gay prejudica as pessoas, sim: prejudica quem "opta" por ser gay, porque o coloca na contramão da vontade de Deus, sujeitando-o à sua ira tanto presente quando eterna, enquando não se arrepender. Se é verdade que Jesus ama as pessoas sem distinção, também é verdade que Jesus odeia o pecado, sem distinção, inclusive o pecado do homossexualismo. Para encerrar, eu não julgo ninguém. Se o fizesse, não haveria qualquer razão para temer, pois o meu julgamento é falho. Quem julga é Deus. Ele é o reto juíz, que julga e condena os que não se arrependem dos seus pecados.

Jean Carlos Serra Freitas disse...

Caro Aguinaldo... seu texto é de fato esclarecedor e ao mesmo tempo provocante. Foi uma exclente oportunidade para apresentar a verdade bíblica. Deus o abençoe

Guilherme Bayara disse...

Apenas mais um apanhado de palavras equivocadas e mal usadas.
E só tenho pena de pessoas como você.

Pois, com todo o amor de Deus a comunidade LGBT conquistará cada vez mais aquilo a que tem direito: Igualdade!

Apenas aprenda a conviver com isso.

Encerro com as mesma frases usadas por Marriete: "Deus e Jesus Cristo amam a todos sem distinção: gays, lésbicas, héteros, assassinos, ladrões... Portanto seria melhor olhar para o ser humano antes de julgá-lo."

Anônimo disse...

Eu só tenho uma coisa a te dizer, algo que está presente no seio da igreja cristã, e que é causado pela mão de Deus sobre blasfemadores como voce! Tudo o que tens preconceitos em outras pessoas será pela mão forte de Deus colocado no seio da tua família, e a sua dor será dobrada porquanto falas sem possuir a presença do espirito santo ungindo as tuas mãos! "Aquele que nunca pecou que atire a primeira pedra", mesmo o homossexualismo não sendo um pecado, por atirares essa pedra, a sua dor será dobrada, e o seu martírio será insuportável! Pelo sangue todo poderoso de jesus cristo fale consigo mesmo e responda a pergunta...."DEUS TE MANDOU ESCREVER TAL BLASFEMIA?", "FOSTES USADO E UNGIDO PELO ESPIRITO SANTO ANTES DE ESCREVER TAL INIQUIDADE?", "JÁ VISTES DEUS TODO PODEROSO OPERADOR DE MILAGRES DIZER A ALGUM MEMBRO DA IGREJA COM DONS PARA CHAMAR UM HOMOSSEXUAL A FRENTE E MUDAR A SUA TENDENCIA SEXUAL?", "DEUS MANDOU ALGUM ANJO OU QUERUBIM EM SONHOS PARA FALAR CONTIGO PERANTE TAL ARGUMENTAÇÃO?", só Deus sabe que o homossexualismo não é escolha, nem opção, não há preferencias nem saídas...o homossexual nasce assim, e por mais que se case e tenha filhos será infeliz, e fará infeliz a sua família, por obrigação do membro da igreja...esse membro sentirá a mão pesada de Deus...porquanto agora falo um homossexual com dom de profecia...está é a palavra de Deus para voce!

AGNALDO SILVA MARIANO disse...

Um homossexual com dom de profecia. Mais essa!

ucacidec disse...

Tão assumido que se apresenta como anônimo!!!!!!