sábado, 16 de outubro de 2010

EM TEMPO DE SEGUNDO TURNO DAS ELEIÇÕES GERAIS NO BRASIL

A Igreja Presbiteriana do Brasil, em obediência à Sagrada Palavra de Deus, reconhece que Deus é o Soberano Senhor sobre toda a terra e que seu governo abrange todas as dimensões da existência humana. Assim, todo ser humano investido de autoridade está sujeito a Deus, pesando sobre ele o dever de exercer suas funções públicas com equidade e fidelidade.  Os cristãos são conclamados a participar no processo eleitoral e político do mesmo modo como precisam se envolver nas demais áreas da sociedade. À igreja, pois, cabe a tarefa de orientar seus membros para que sejam responsáveis e atuantes em cumprimento aos mandados de Deus.

Reafirmamos que a Igreja prima pela inviolabilidade da consciência política de seus membros e, portanto, não apóia individual e oficialmente nenhum candidato ou partido político, bem como, nenhum de seus membros tem autorização para falar em seu nome, indicando ou apoiando em nome da Igreja qualquer candidato. Não apresentamos nenhum nome com a intenção de manipular ou induzir as pessoas, impondo-lhes a obrigação de votar nos mesmos.


A Igreja Presbiteriana do Brasil fala por meio de Concílios e não por indivíduos, mesmo que investidos de autoridade pastoral individualizada. O Supremo Concílio da Igreja reunido em Curitiba, em julho de 2010, não oficializou nenhum apoio a quaisquer candidatos e nem a partidos políticos específicos, somente orientou que a Igreja no seu todo participe de forma crítica levando em conta as propostas apresentas. O direito do voto é intransferível e inegociável e deve expressar a consciência do cristão verdadeiro.

A Igreja Presbiteriana do Brasil já tem de forma pastoral orientado os seus membros e publicado o seu posicionamento oficial em relação a questões críticas discutidas neste momento de debate político.


Rogando as mais ricas bênçãos sobre o povo de Deus nessa hora, e suplicando ao Senhor da Seara que abençoe os membros da Igreja Presbiteriana do Brasil no exercício fiel de sua cidadania, despeço-me.

Do servo,


Rev. Roberto Brasileiro Silva

Presidente do Supremo Concílio Igreja Presbiteriana do Brasil

Fonte: Site da Igreja Presbiteriana do Brasil.

3 comentários:

Wilson Parpinelli disse...

Olá Pr. Agnaldo,
Gostaria de agradecê-lo por ser seguidor do Blog Teologia Inteligente. É uma honra para mim que tenha decido acompanhar nosso Blog de Perto.
Quero aproveitar para dizer que, graças ao apoio de nossos amigos, estamos no TOP 30 dos finalistas do Prêmio TOP BLOG 2010. Foi uma grande vitória para o nosso Blog, afinal de contas, temos apenas um ano de atividade.
Mais uma vez, quero pedir o seu apoio e o seu voto, para que possamos passar por mais esta etapa do concurso.
Para votar é muito simples e rápido. Basta acessar o nosso Blog, no link www.teologiainteligente.blogspot.com, lá você verá as instruções.
Caso decida nos dar seu apoio, deixe-nos uma mensagem !!!
Conto com você...
Soli Deo Gloria !!!

Ronaldo disse...

Caro Rev. Agnaldo, parabéns pelo blog e pelos assuntos tratados primando sempre pelo respeito aos outros, mas nunca ignorando os preceitos Bíblicos. É um previlégio ter um Pastor assim.
Ronaldo.

CARLOS HERRERA disse...

DIANTE DESTE QUADRO, FICA EVIDENTE A EXISTÊNCIA DA FALIDA FUSÃO HIBRIDIZADA, ENTRE ESTADO E RELIGIÃO. EMBORA, TAL FUSÃO, NÃO SEJA IGUAL AO PASSADO, ELA AINDA PERSISTE, MAQUIADA E ENVERNIZADA NO CONTEXTO PÓS-MODERNO DO SÉCULO XXI.

O FATO, É QUE CRISTO, NÃO VEIO APREGAR A FUSÃO ENTRE IGREJA E ESTADO. ANTES, A DISSOCIOU, AO AFIRMAR QUE "SEU REINO NÃO ERA DESTE MUNDO" E MAIS, DIZENDO: "DAI A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR, E A DEUS O QUE É DE DEUS".
DE MANEIRA QUE, O REINO ESTABELECIDO PELO SENHOR JESUS, NÃO TEM CARÁTER POLÍTICO E IDEOLÓGICO, MAS, DE NATUREZA ESTRITAMENTE ESPIRITUAL. POIS, NÃO SE MANIFESTA COM VISÍVEL APARÊNCIA, MAS NA INTANGIBILIDADE DO SER INTERIOR.

CLARO, QUE SOU UM SER ESPIRITUAL, MAS TAMBÉM SOCIOLÓGICO. E, COMO TAL, LIVRE PARA SER PARTIDÁRIO OU APARTIDÁRIO, POLÍTICO OU APOLÍTICO; SEGUNDO A MINHA CONSCIÊNCIA CRISTÃ E IDEOLÓGICA.
PORTANTO, MANOS, SOMOS LIVRES... LIVRES, PARA VOTARMOS EM QUEM DESEJARMOS.
NESTE PERÍODO ELEITORAL, NÃO SEJA MAIS UM MANIPULADO PELOS CACIQUES E CORONÉIS ECLESIOLÓGICOS. MAS, EXERÇA SUA CIDADANIA, VOTANDO CONSCIENTE E ANALISANDO AS PROPOSTAS DE CADA CANDIDATO.

EM CRISTO,
CARLOS HERRERA
http://cativosporcristo.blogspot.com/