quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O TWITTER DE DEUS

O twitter é um fenômeno mundial. A febre do microblog atingiu milhões de pessoas mundo a fora. Muita gente tem um perfil no twitter. Até eu tenho. Os políticos têm twitter para fazer campanha. As celebridades têm twitter para se comunicar com os fãs. Os fãs têm twitter para falar das celebridades. Os adolescentes têm twitter para se comunicar com os amigos, falar de suas trivialidades e ter mais uma desculpa para passar mais tempo na internet.

Há quem tenha um perfil no twitter e nem saiba disto. São os famosos fakes. Alguém assume a identidade de uma pessoa famosa, cria um perfil e começa a escrever em nome da personalidade assumida. Até gente que já morreu tem perfil no twitter. João Calvino, Martinho Lutero, Machado de Assis, Villa Lobos e Michael Jackson estão entre os notáveis falecidos cujos nomes dão, digamos, “vida”, a perfis dessa fantástica rede social.

Vasculhando a rede recentemente descobri que até Deus tem um perfil no twitter. E não dá para dizer que ele não sabia, porque Deus sabe de todas as coisas. Aliás, é assim que “Deus” se apresenta na sua página: “Onipresente, Onisciente, Onipotente” e... “Online”.

O grande problema do twitter de “Deus” é que seus tweets, como são chamadas as postagens do microblog, são, em geral, ironias e tiradas, várias delas de intenso mau gosto, em nada compatíveis com as palavras sábias e poderosas reveladas nas Escrituras. Por exemplo, “Deus” diz no seu twitter no dia 11 de agosto: “Estimados candidatos: Eu ter escolhido Meu filho para ser o Messias não quer dizer que sou a favor do nepotismo”. No dia 02 de agosto “ele” twittou: “Não se pode passar um dia inteiro descansando que já se ganha fama de brasileiro”. No dia 26 de julho “Deus” usou a rede social para dizer: “Filho, lembre-se que eu Eu nunca te deixarei só. Acredito que esta é a pior parte de ser onipresente...”.

"Tudo isto não passa de uma brincadeira de alguém com muito tempo disponível", poderia ser dito. O pior é que o twitter de “Deus” tem mais de 300 mil seguidores, alguns dos quais talvez eu até conheça e talvez haja entre eles os que se denominem crentes. É triste constatar que haja tanta gente disposta a rir do nome de Deus e apoiar a irreverência de quem não se dá conta de que o nome de Deus é santo e não deveria ser usado com outra finalidade, a não ser a adoração. Certas brincadeiras com o nome de Deus são atrevidas desobediências ao mandamento que exige respeito e reverência ao seu santo nome. Tais seguidores do twitter de “Deus” talvez não se deram conta de que de Deus não se pode zombar, porque Deus não é como um de nós. Mesmo que muitos acreditem se tratar apenas de uma brincadeira inocente, a Bíblia diz claramente que “Deus não terá por inocente aquele que usar o seu santo nome em vão”.

Hans Hulrich Reifler no livro A Ética dos Dez Mandamentos diz que: “A finalidade do terceiro mandamento é afirmar a santidade de Deus. Não devemos profana-lO nem tratá-lO irreverentemente. Não se deve pensar em Deus ou em Seus mistérios sem a devida sobriedade e reverência (...) Deus reivindica para Si este direito de santificar Seu nome” . Ele ainda cita João Calvino que, falando sobre o terceiro mandamento em suas famosas Institutas, diz: “Tudo quanto a mente concebe a Seu respeito, tudo quanto a língua profere, saiba a Sua excelência e corresponda à sagrada sublimidade de Seu nome, afinal, seja adequado a exalçar-Lhe a magnificência. Não abusemos, temerária e pervertidamente, de Sua santa palavra e de seus venerados mistérios, seja a serviço da ambição, seja a serviço da avareza, seja a serviço dos divertimentos nossos”. Sinceramente, creio que participar desse tipo de brincadeira é reforçar o desprezo que o mundo tem por Deus e sua glória. Não combina com os verdadeiros seguidores, ou melhor, filhos de Deus.

O verdadeiro Deus deixou o seu  perfil revelado nas páginas das Escrituras. Ali todos podem ler suas palavras santas e segui-las para o seu bem e salvação. O verdadeiro Deus não se comporta de maneira irreverente e fútil como o “Deus” do twitter. Além do mais, o verdadeiro Deus segue muito mais do que 3 mil pessoas. Ele conhece e segue os passos de cada ser humano sobre a face da terra, e julga cada uma de suas obras; inclusive aquelas que são feitas offline.

Agnaldo Silva Mariano

4 comentários:

Eliéser Ribeiro disse...

Lúcida e firme opinião.

Gostei do post.

A propósito, não sigo o tal O Criador, acho zuação desnecessária.

Grande abraço e que o Eterno continue te iluminando.

Eliéser Ribeiro

Gidiel Camara disse...

Acho o blog O Criador horroroso. Acho que o cara ainda não desconfiou de que de "Deus não se zomba".
Vc tem razão, o pior é que tem muita gente que gosta deste criador, e afirma ser seguidor do Verdadeiro Criador.
Vá entender...

Francisco Gomes disse...

Parabéns!
Leia - Mineira de Fé - http://rosaabreu.blogspot.com
Na paz do Senhor.
Abraço.

Wilson Parpinelli disse...

Olá Pr. Agnaldo,
Quero te parabenizar pelo Blog e pelas suas postagens. Já me tornei um seguidor.
Quero aproveitar para te convidar a visitar e o meu Blog Teologia Inteligente e, se desejar, também segui-lo.
Ah, e não deixe de comentar nossa última postagem; é só clicar aqui.
Juntos somos mais eficazes na proclamação do Evangelho !!!
Te espero lá...
Soli Deo Gloria !!!